• +351 21 800 89 48
  • secretariado@apah.pt
In noticia

Eduardo Sá Ferreira, um administrador hospitalar maior #Obrigado

A revista Gestão Hospitalar (GH) presta homenagem ao Dr. Eduardo Sá Ferreira na sua mais recente edição, já disponível para consulta online  aqui.

«Conheci o Dr. Eduardo Sá Ferreira numa edição da Gestão Hospitalar da qual fazia capa. Passei a conhecer a sua generosidade durante este meu trajeto como Presidente da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH). Apesar das suas limitações físicas, sempre demonstrou uma disponibilidade ímpar para a sua Associação. Não podendo deslocar-se a Lisboa, tive a honra de receber em seu nome a Medalha de Mérito de Serviços de Saúde Grau Ouro.

Foi mestre dos mestres dos meus mestres. Pouco posso acrescentar a alguém que se formou em Rennes com distinção, nos seus 30 anos assumiu a administração do Hospital de São João, fundou a APAH e foi membro da Direção da European Association of Hospital Managers, organizou o quarto congresso desta associação em Espinho, foi sub-Director Geral do Departamento de Gestão Financeira do Ministério da Saúde, etc, etc. Ainda teve disponibilidade para dedicar mais de dez anos da sua vida profissional ao desenvolvimento dos serviços de saúde em São Tomé e Príncipe: no Hospital Escolar Dr. Agostinho Neto e, posteriormente, no Centro Hospitalar de São Tomé e Príncipe.

Faleceu no seu Hospital: O Hospital de São João. Em sua homenagem dedicamos esta edição da GH, reproduzindo a entrevista que deu à jornalista Carla Pedro para o livro “50 Anos em 20 Olhares, O percurso
da Administração Hospitalar em Portugal
”. A ler com muita atenção. António Correia de Campos, José António Menezes Correia e António Marques de Lima complementam de forma valorosa esta homenagem
ao fundador e primeiro Presidente da APAH. Numa próxima edição publicaremos vários pequenos episódios que decidiu destacar nos últimos meses. “Sabendo o que sei hoje, escolhia de novo ser administrador hospitalar” disse. Da memória e ensinamentos de Sá Ferreira, voltamos à tremenda realidade da Covid-19.

No passado mês, em parceria com a Ordem dos Médicos e com o apoio da Roche, lançámos o Movimento Saúde em Dia. Um movimento que pretende alertar para a segurança no acesso a serviços de saúde
e para a necessidade de assegurar o acesso a cuidados de saúde. Mais informação em www.saudeemdia.pt. Sobre a pandemia, contamos com a participação da Deputada Maria Antónia Almeida Santos (Presidente
da Comissão Parlamentar de Saúde) e Teresa Luciano
(Secretária Regional de Saúde dos Açores). Luís Miguel Ferreira fala do Hospital de Ovar no Pós-pandemia. O Tenente General Joaquim Formeiro Monteiro fala-nos do papel das Forças Armadas no contexto de emergência. Francisco Pavão aborda a diplomacia da saúde em contexto de pandemia e Filomeno Fortes fala-nos da relevância da investigação e cooperação no espaço lusófono.

Problema presente, Júlia Cardoso apela à intervenção sobre as causas sociais da doença de forma a garantir a continuidade de cuidados. Na mesma linha, Eugénio Fonseca da Caritas fala-nos do imperativo em cuidar
através de respostas integradas.

Na sequência da edição anterior, damos espaço aos representantes das várias profissões de saúde para exprimirem a sua visão sobre a evolução dos últimos meses. Desta feita contamos com os contributos das Ordens dos Médicos Dentistas e Biólogos, Associação de Profissionais de Serviço Social e Associação Portuguesa de Técnicos Auxiliares de Saúde. Em complemento, no espaço ENSP, António Sousa-Uva e colegas dissertam sobre o risco de Covid-19 em profissionais de saúde.

Esta é a sua Gestão Hospitalar de sempre. A acompanhar os tempos, dedicada a Eduardo Sá Ferreira, um administrador hospitalar maior

Alexandre Lourenço, 23 de outubro de 2020