EnglishPortuguese
  • Parque de Saúde de Lisboa, Av. do Brasil 53, 1749-002 Lisboa
  • +351 21800 89 48
  • +351 21 800 89 48
  • secretariado@apah.pt

Eduardo Sá Ferreira

Administrador Hospitalar
  • Cargo | Empresa:

    Presidente (1981-1984) | APAH

Eduardo Manuel Sá Ferreira nasceu em 1937 em Esmoriz, Concelho de Ovar, distrito de Aveiro. Eduardo Sá Ferreira é fundador e sócio n.º 1 da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares, tendo sido o primeiro presidente da sua Direção até 1984. Foi ainda membro do Board da European Association of Hospital Managers e Organizador do seu 5.º Congresso que se realizou em Espinho em 1984. Licenciado em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto, fez parte do grupo de seis jovens portugueses bolseiros do Ministério da Saúde que em 1969 se diplomaram com o Curso de Diretores de Hospitais da École Nationale de Santé Publique (atual École des Hautes Études en Santé Publique), Rennes. Nesta passagem, em 44 alunos obteve a melhor nota do curso em contabilidade (18,5) e a melhor classificação de estágio num hospital francês, juntamente com dois alunos franceses. Foi Técnico de Organização e Administração da Direção Geral dos Hospitais e da Direção da Zona Hospitalar do Norte. Depois de obtido o diploma de Diretor de Hospital, foi nomeado para o Serviço de Promoção Inter-Hospitalar de Lisboa, tendo exercido funções na Inspeção Superior de Gestão, da Direção Geral dos Hospitais. Classificado em primeiro lugar no concurso público para administrador do Hospital de São João do Porto, realizado em 1971, tomou posse do cargo nesta data, tendo sido administrador geral até 1987. Acumulou em 1981 o lugar de Administrador Geral do Hospital de S.João com o lugar de Sub-Director Geral do Departamento de Gestão Financeira do Ministério da Saúde, onde pelo seu desempenho foi louvado pelo Ministro dos Assuntos Sociais em 22-07-1981. Entre 1988 e 1990, exerceu funções administrador-delegado no Hospital Especializado de Criança Maria Pia. No âmbito da cooperação Portuguesa, administrou o Hospital Escolar Dr. Agostinho Neto, em São Tomé e Príncipe entre 1990 e 1996, data em que por decisão dos dois Países se extinguiu este Projecto e se iniciou o do  Centro Hospitalar de S. Tomé e Príncipe. Interrompeu esta missão por menos de um ano para exercer as funções de administrador-delegado do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia (de Setembro de 1991 a Maio  de 1992). Durante a sua Administração instalou-se o Hospital que até aí não funcionava. Foi necessário criar todas as estruturas clínicas, técnicas, administrativas e de apoio geral. Deu também especial atenção à formação tendo sido responsável pela organização de um conjunto de acções dirigidas ao pessoal de administração santomense dos serviços de saúde e bem assim da organização de 2 Jornadas de Saúde. Foi louvado pelo Ministério da Saúde de Portugal pelo desempenho na Cooperação Portuguesa em S.Tomé e Príncipe Em finais de 1996 foi nomeado para o Projecto do Centro Hospitalar de S.Tomé e Príncipe como Administrador Delegado, tendo integrado um Conselho de Administração com 2 elementos santomenses e 3 portugueses. O Projecto finalizou em 31 de Dezembro de 2003 data em que regressou a Portugal e se aposentou. Foi monitor de Contabilidade Hospitalar na Escola Nacional de Saúde Pública (1970-72) e apoiou a reorganização do Hospital do Funchal como monitor do Conselho de Gerência (1977-79), bem como da reestruturação administrativa do Centro Regional de Saúde Pública do Funchal (1979-82). Exerceu funções de vogal em diversas comissões instaladoras: Escola de Enfermagem de S. João (1973-74); Centro de Trabalho Renal do Norte (1980), Escola de Enfermagem Pós-Básica do Porto (1983); Hospital Distrital de Viana do Castelo (1984); Hospital Especializado de Crianças Maria Pia (1987). Presidiu a vários Grupos de Trabalho do Ministério da Saúde, dentre os quais destaca se destaca a Elaboração do 1º Plano de Contas Hospitalar, que depois deu lugar ao POCSS, o Estudo do Sistema de Financiamento Hospitalar, a Elaboração do Plano Oficial de Contas dos Serviços de Saúde (POCSS) do qual foi o Principal Responsável, e a Implementação e Normalização do POCSS e dos impressos utilizados para apresentação das contas hospitalares e dos restantes serviços de saúde. Em 7 de abril de 2018 foi galardoado com a Medalha de Ouro de Serviços DIsintos do Ministério da Saúde.