Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa

PAGeM
PAGeM – Programa Avançado de Gestão do Medicamento

Local:

Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa (FFUL)

A quem se dirige:

O Programa Avançado de Gestão do Medicamento (PAGeM) é um parceria entre a APAH, a Ordem dos Farmacêuticos e a Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.

Destina-se administradores hospitalares e gestores de serviços de saúde do setor público, privado e social; farmacêuticos do setor hospitalar e comunitário; diretores de serviços clínicos, chefes de serviço e outros profissionais do setor da saúde com interesse na gestão do circuito do medicamento.

Preço:

Sócios APAH*: 1500€
Mais de 3 inscrições por empresa: 1500€ cada inscrição
Não Associados: 1650€
* Entidades Parceiras

Isento IVA

Datas:

Datas da realização do curso: 22 de fevereiro a 22 de junho de 2019

Horário: sextas-feiras das 14h00 às 18h00 e aos sábados das 9h00 às 18h00

Modalidade: Presencial e B-learning

Nº de vagas: nº mínimo: 20 e nº máximo: 30

Duração: Duração total de 120 horas letivas presenciais e 120 horas letivas à distância com utilização de suporte em e-learning (b-learning modo “flipped-class”)

Metodologia de avaliação:

  1. Teste de escolha múltipla para cada módulo a realizar em 60 minutos (50%)
  2. Temas distribuídos para trabalhos de grupos no início do PAGeM a entregar e apresentar no final (50%) com tutor designado por tema e grupos multidisciplinares.

Objetivos:

  • Dominar os princípios base da organização dos sistemas de saúde nos Países mais desenvolvidos, no contexto da OCDE. A dicotomia mercado / planeamento e as tendências de reforma na Europa. Utilizar a informação estatística disponível (OCDE, INE, Ministério da Saúde, Pordata e outras fontes);
  • Conhecer o quadro legal e os principais mecanismos de regulação da política do medicamento.
  • Adquirir formação avançada em áreas críticas para a caracterização do ciclo de I&DT, introdução de novas tecnologias em áreas terapêuticas críticas para o sistema de saúde e ainda capacidade para a utilização de ferramentas avançadas no âmbito da caracterização e avaliação de tecnologias da saúde;
  • Atualizar os conhecimentos na área da Farmácia Hospitalar e constituir um fórum de discussão sobre os novos desafios que se colocam visando gerar pistas para o futuro;
  • Dar a conhecer os principais problemas que se colocam no ciclo de vida da gestão do medicamento e como as tecnologias de informação, em particular a análise preditiva, pode ajudar nessa gestão.
  • Obter formação avançada para o funcionamento das equipas e das instituições: a liderança e a gestão dos conflitos.

Metodologia:

  • As aulas em modelo “flipped-class”. O objetivo pedagógico é que toda a informação de base esteja contida em apresentação previamente submetida na plataforma eletrónica da FFUL pelo coordenador da disciplina.
  • Aplicação objetiva contendo também casos reais de aplicação ou discussão da aplicação dos conceitos e matérias envolvidos.

Programa:

  • Organização do sistema de saúde
  • Regulação, Legislação e Politica do Medicamento
  • Desenvolvimento tecnológico e avaliação tecnologias da saúde
  • Farmácia Hospitalar e Gestão do Medicamento
  • Sistemas de Informação e Apoio à Decisão
  • Gestão Comportamental

Coordenador:

Rogério Gaspar

Coordenador geral do curso. Co-responsável pelas unidades curriculares “Regulação, Legislação e Politica do Medicamento” e “Desenvolvimento tecnológico e avaliação tecnologias da saúde”.

Adalberto Campos Fernandes
Docente na Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa
Adalberto Campos Fernandes é doutorado em Administração da Saúde pela Universidade de Lisboa, Mestre em Saúde Pública, Administração dos Serviços de Saúde, pela Universidade Nova de Lisboa, Licenciado em Medicina pela Universidade de Lisboa. É especialista em Saúde Pública, detentor das Competências em Gestão de Serviços de Saúde e em Medicina Farmacêutica pela Ordem dos Médicos, Pós-graduado em Gestão de Unidades de Saúde pela Universidade Católica Portuguesa e em Alta Direção de Instituições de Saúde pela Escola de Direção e Negócios (AESE). É professor convidado da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa e da Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa tendo exercido atividade de coordenação e de docência em diversas instituições universitárias nas áreas da gestão e da administração da saúde. Foi Ministro da Saúde do XXI Governo Constitucional de 2015-2018 e foi administrador de diversas entidades e instituições no setor da saúde (Hospital de Santa Maria, Hospital Pulido Valente, Centro Hospitalar Lisboa Norte, Hospital de Cascais, SAMS - Prestação Integrada de Cuidados de Saúde). Integrou o Grupo Técnico para a Reforma da Organização Interna dos Hospitais. Fez parte da equipa de coordenação do Programa de Cuidados de Saúde Hospitalares no âmbito do Plano Nacional de Saúde 2012-2016. Integrou o Conselho de Curadores do Centro Académico de Medicina de Lisboa. Integrou a Direção do INODES, Associação de Inovação e Desenvolvimento em Saúde. É membro da Fundação para o Serviço Nacional de Saúde. Integra o Conselho Geral da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Hospitalar. É membro da Academia Nacional de Medicina de Portugal. Integrou o Conselho Geral da Universidade de Évora. É membro da Direção do Colégio da Competência de Gestão dos Serviços de Saúde da Ordem dos Médicos. É autor ou coautor de diversos trabalhos nas áreas da administração e da gestão dos serviços de saúde integrando diversas associações e sociedades científicas nacionais e internacionais.
Ana Paula Martins
Docente na Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa
Co-responsável pela unidade curricular “Desenvolvimento tecnológico e avaliação tecnologias da saúde” Licenciada em Ciências Farmacêuticas pela Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa (1990), Mestre em Epidemiologia pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, Doutorada em Farmácia, especialidade de Farmácia Clínica pela Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa. Vários cursos sobre Estatística em Epidemiologia e Farmacoepidemiologia na Tufts University (USA) e na McGill University (Canadá). Professora Auxiliar na Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa, responsável pelas unidades curriculares de Farmacoepimiologia e Farmacovigilância. Coordenadora do curso avançado “Pharmacovigilance and Pharmacoepidemiology research in Drug Life Cycle”, incluído na formação doutoral da FFUL (Programa de Doutoramento FCT, i3DU) em 2016 e 2017. Co-coordenadora do Mestrado em “Regulação e Avaliação do Medicamento e Produtos de Saúde (RAMPS)”. Mais de 30 artigos em publicações internacionais. Membro do iMed.Ulisboa (Institute of Medicines Research of Lisbon University). Responsável pela Unidade de Farmacovigilância de Setúbal e Santarém (UFSS) que funciona na FFUL em protocol com o INFARMED. Membro de grupos de trabalho da EFPIA em Avaliação das Tecnologias da Saúde (HTA) representando a APIFARMA durante mais de 7 anos. Directora do CEFAR (Centro de Estudos de Farmacoepidemiologia) durante 13 anos e Directora de “Market Access and Policy” da MSD Portugal durante mais de 9 anos.
Carla Teixeira de Barros
Co-responsável pela unidade curricular “Farmácia Hospitalar e Gestão do Medicamento”
Fátima Falcão
Co-responsável pela unidade curricular “Farmácia Hospitalar e Gestão do Medicamento”
Diretora dos Serviços Farmacêuticos do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental (Hospitais de Egas Moniz, Santa Cruz e S. Francisco Xavier). Membro da Comissão Nacional de Farmácia e Terapêutica e membro da Comissão de Farmácia e Terapêutica do CHLO. Doutoramento em Farmácia – Farmacoepidemiologia, pela Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa em 2013, sendo professora auxiliar convidada dessa instituição onde é responsável pela docência da disciplina de Farmácia Hospitalar. Membro do Research Committee da European Society of Clinical Pharmacy (2003/ 2004). Membro do General Committee da European Society of Clinical Pharmacy (2000-2004). Autora/ co-autora de 3 artigos e 4 comunicações científicas com resumo publicado em revistas com arbitragem científica e factor de impacto (2015- 2017)
Luís Curral
Co-responsável pela unidade curricular “Gestão comportamental”
Professor auxiliar na Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa, onde integra o grupo de Psicologia Organizacional. É membro do Centro de Investigação em Ciências Psicológicas da Universidade de Lisboa onde tem participado e coordenado vários projectos de investigação. Nos anos 2001-2005, foi bolseiro da Fundação de Ciência e Tecnologia e doutorou-se em Psicologia Social em 2005 na Universidade de Lisboa. Tem estudado processos cognitivos subjacentes ao trabalho em equipa, adaptação, inovação e empreendedorismo. Atualmente interessa-se ainda pela aplicabilidade das teorias de complexidade às organizações. Autor de mais de cerca de 20 publicações em revistas internacionais num total de mais de 100 citações, publicou também inúmeros artigos e livros de divulgação em português. Atualmente é o Diretor da FPUL.
Maria José Chambel
Co-responsável pela unidade curricular “Gestão comportamental”
Professora associada com agregação na Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa, onde leciona no âmbito da Psicologia do Trabalho e das Organizações. É membro do Centro de Investigação em Ciências Psicológicas da Universidade de Lisboa, no qual coordena o grupo de Carreiras e Organizações e tem participado e coordenado vários projetos de investigação. Os seus principais interesses de investigação incluem a relação de emprego e o stress e o bem-estar no trabalho. Está particularmente interessada em estudar os trabalhadores contingentes e os empregados em contextos de risco psicossociais (i.e. bombeiros, militares, profissionais de emergência). É autora de mais de 70 artigos em revistas científicas internacionais, de 12 livros e de mais de 40 capítulos. No ano de 2017 foi galardoada com o Prémio Científico da Universidade de Lisboa / Caixa Geral de Depósitos, em reconhecimento do mérito da atividade científica no período 2012-2016, com base nas publicações em revistas internacionais de impacto na área da psicologia.  
Rogério Gaspar
Professor Catedrático e Presidente do Departamento de Sócio-Farmácia da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa (FFUL), membro estrangeiro da Real Academia Nacional de Farmácia (RANF, Espanha), Presidente da Sociedade Portuguesa de Ciências Farmacêuticas (SPCF, 2016-2018), membro do Executive Committee da European Federation of Pharmaceutical Sciences (EUFEPS, 2016-2018).
Co-responsável pelas unidades curriculares “Regulação, Legislação e Politica do Medicamento” e “Desenvolvimento tecnológico e avaliação tecnologias da saúde”, Foi Vice-Presidente do Conselho de Administração do INFARMED e membro do Conselho de Administração da Agência Europeia do Medicamento (janeiro de 2000 a julho de 2002), Vice-Presidente da Comissão de Avaliação do Medicamento (1996-1999), perito e membro do CPMP/CHMP, QWP e Nanomedicine Expert Group na Agência Europeia do Medicamento (1995-2000 e 2009-2011).
Sofia Oliveira Martins
Co-responsável pela unidade curricular “Regulação, Legislação e Politica do Medicamento”
Teresa Magalhães
Responsável pela unidade curricular “Sistemas de Informação e Apoio à Decisão”
Administradora Hospitalar, doutorada em Saúde Pública na especialidade de Política, Gestão e Administração da Saúde pela Universidade Nova de Lisboa e licenciada em informática de gestão. É atualmente assessora do Presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Lisboa Norte para a área da inovação organizacional e tecnologias de informação e administradora do departamento de Coração e Vasos. É Professora da Escola Nacional de Saúde Pública e desenvolve a sua atividade de investigação nas áreas de sistemas de informação na saúde e, em particular, modelos preditivos e modelos de eficiência. Foi Vogal Executiva do Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Setúbal entre 2009 e 2016. Foi consultora da Accenture com vários projetos desenvolvidos na área dos sistemas de informação.